Significado das Cores

As cores sempre influenciaram psicologicamente o homem. Se fosse realizado um teste onde várias figuras coloridas seriam mostradas a um grupo de pessoas, essas pessoas se lembrariam mais facilmente das cores do que das formas dessas figuras.

Quando se escolhe uma cor para representar ou mesmo ilustrar nossos trabalhos, (seja de design, ilustração ou um anúncio), temos em mente que ali estamos lidando com um elemento de estímulo imediato e que a cor escolhida provocará diversas reações no observador, reação essa que pode ser positiva ou negativa, dependendo da utilização.

Significado das Cores

Por isso é importante que um profissional de comunicação esteja atento à psicologia das cores e seus significados, para melhor aplicar nos trabalhos. É imprescindível que essa pessoa conheça as terias básicas da cor, para saber como estas se complementam e interagem umas com as outras.

Nos dias de hoje, a psicologia das cores é utilizada principalmente pelas grandes empresas. Marcas conhecidas mundialmente usam ou já usaram desse conhecimento para chamar a atenção ou apenas aumentar a venda de seus produtos. A Coca-Cola, que utiliza o vermelho na maior parte de seus produtos, sabe que essa cor remete ao calor. A cor, associada às bolhas d’água desenhadas nas latas e que representam o frescor, incentivam o consumidor a sempre escolher uma Coca-Cola, mesmo que essa esteja lado a lado com outros concorrentes.

O Mc'Donalds e a Coca-Cola usam a psicologia das cores na sua marca

Outro caso muito interessante é o do Mc’Donalds, que utiliza na logomarca e decoração de seus restaurantes, as cores amarelo e vermelho. O amarelo forte gera ansiedade e o vermelho causa fome. Juntas, essas cores estimulam os clientes a comerem em demasia e rapidamente, já que a presença das mesmas gera certo desconforto se visualizadas por muito tempo. Leia abaixo um resumo com o significado das cores mais utilizadas na comunicação:

BRANCO
Sugere pureza. Cria uma impressão de vazio e de infinito. Evoca frescor e limpeza, principalmente quando combinado com o azul (ex.: ordem, simplicidade, luz, paz, higiene, casamento, hospital, neve, harmonia).

PRETO
Silêncio. Morte. Quando brilhante, confere nobreza, distinção e elegância. Cor preponderantemente masculina (ex.: noite, nobreza, pessimismo, tristeza, dor).

CINZA
É a expressão de um estado de alma duvidosa e neutra. Símbolo da indecisão e da ausência de energia. Quanto mais sombrio, mais conota desânimo, monotonia (ex.: chuva, máquinas, seriedade, velhice, desânimo, sabedoria).

VERMELHO
Significa força, virilidade, masculinidade, dinamismo. É uma cor exaltante e até enervante. Impõe-se sem discrição. É uma cor essencialmente quente, transbordante de vida e de agitação (ex.: cereja, morango, sangue, desejo, sexo, agressividade, fogo, fome, perigo, guerra, força, energia, fúria, dinamismo, paixão).

LARANJA
Transborda irradiação e expansão. É acolhedor, quente, íntimo (ex.: Outono, pôr-do-sol, festa, comida, movimento).

AMARELO
É uma cor luminosa e muito forte para atrair a atenção, seja sozinho ou em conjunto com outras cores. É feliz, vibrante, vivo (ex.: luz, angústia, esperança, atenção).

VERDE
Cor universal da natureza. Tem frescor, harmonia e equilíbrio. Cor calma, que não se dirige para nenhuma direção nem encerra algum elemento de alegria, tristeza ou paixão. O verde mais amarelado sugere uma força ativa, um aspecto ensolarado. O verde, seja em tons mais claros ou escuros, é sempre indiferente e calmo (ex.: floresta, natureza, bem estar, tranquilidade, juventude, umidade, saúde, tapete de jogos).

AZUL
Cor profunda, calma. Preferida por adultos, marca certa maturidade. Quando sombrio, o azul chama ao infinito. Mais claro, provoca uma sensação de frescor e higiene, principalmente quando na presença de branco (ex.: frio, céu, mar, tranquilidade, paz, infinito, meditação, credibilidade).

ROXO
Equivale a um pensamento meditativo e místico, mistério. Assim como o preto, remete a nobreza e poder (ex.: sonho, mistério, egoísmo, nobreza, fantasia, profundidade, doença).

MARROM
Emana a impressão de algo maciço, denso, compacto. Sugere segurança e solidez (ex.: terra, outono, chocolate).

ROSA
É de pouca vitalidade e sugere feminilidade e afeição. É uma cor íntima, de doçura melosa e romântica (ex.: feminilidade, delicadeza).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *