Evolução das Propagandas da Coca

John Pemberton

Criada no início de 1886 pelo farmacêutico John Pemberton, em Atlanta (EUA), a Coca-Cola é hoje sinônimo de uma marca de sucesso. Suas propagandas, ao longo de mais de um século, foram sempre inovadoras e cativantes, na sua maioria com um apelo emocional, mas que consolidaram a marca e levaram o produto a mesa de milhões de famílias de todo o mundo.

A história de sucesso Coca-Cola começou justamente quando seu criador resolve misturar um xarope de cor caramelo (criada para curar dor de cabeça e dar ânimo) com água carbonatada (gaseificada). A bebida saborosa é vendida então aos clientes um copo de 237 ml por apenas US$ 0,05. A data oficial do lançamento foi 8 de maio de 1886 e o batismo da Coca-Cola ficou por conta de Frank Robinson, contador de Pemberton.

Anúncio Coca-Cola

Nos primeiros anos, a Jacob’s Pharmacy já vendia quase dez copos por dia da bebida (no centenário a empresa comemorou a marca de 38 bilhões de litros, apenas do xarope). Como Pemberton era apenas um inventor, não tinha ideia do sucesso que o seu (quase que acidental) invento iria tomar e vendeu a empresa em 1891 por apenas US$ 2,3 mil para Asa Griggs Candler.

Asa Candler

Candler tornou-se o primeiro presidente da Coca-Cola e o primeiro a realmente ver o produto como uma marca à ser explorada tanto que, quando comprou, buscou garantir que o logo seria mantido. A caligrafia criada pelo contador em 1886 é a mesma até os dias de hoje, sendo vista por muitos, um dos principais motivos do sucesso de comunicação da marca.

Campanhas da Coca-Cola

Por ser um vendedor nato e grande empresário, Asa Candler conseguiu transformar a simples invenção em um estrondoso negócio, onde sua agressividade na gestão de marketing da Coca-Cola foi o que garantiu o sucesso da empresa. A primeira experiência da marca com publicidade foi logo nos três primeiros anos de gestão, onde Candler utilizava formas brilhantes e muito criativas para apresentar a bebida ao maior número de pessoas possíveis: relógios, balanças e calendários com propaganda da Coca-Cola distribuídos entre os farmacêuticos, além de cupons para trocar por um copo, que incentivava milhares de pessoas a experimentar a bebida.Cupom Coca-Cola 1894

20 anos depois da sua criação, a Coca-Cola já era admirada por todos e imitada por muitos. Pensando na proliferação dessas marcas, a empresa decidiu por criar campanhas que incentivassem os consumidores a “exigir o legítimo”, dando ênfase à autenticidade da Coca-Cola. Um dos pilares dessa campanha de exclusividade, que andava em paralelo com o aniversário de duas décadas do produto, foi o concurso para escolha da nova garrafa de Coca-Cola. O desenho da famosa garrafa contour foi sugerido três anos antes por um soprador sueco, funcionário da Root Glass Company, por usar contornos únicos que facilitavam a identificação até pelo tato.

Garrafa Contour

Cinco anos depois de ter comprado a empresa de Candler, Robert Woodruff, um gênio do marketing, assume a presidência e começa uma revolução na comunicação da marca. Surge então a primeira campanha da Coca-Cola fora do território americano patrocinando a equipe dos EUA nas Olimpíadas de Amsterdã (1928). No mesmo ano estampou a marca em trenós de corrida de cachorro no Canadá e nas paredes das arenas de touros na Espanha.

Robert Woodruff

Woodruff foi presidente por 60 anos e nesse meio tempo alavancou o desenvolvimento e a distribuição da Coca-Cola através da embalagem six-pack, de geladeiras horizontais e outras inovações, entre elas a instalação gratuita de um abridor de garrafas fixado na parede com a marca da empresa, realizado por mulheres que batiam de porta em porta oferecendo o brinde. A visão dele era de que a Coca-Cola deve estar sempre ao alcance de todos!

Coca-Cola Delivery 1930'

Em 1931 a Coca-Cola deu mais um passo para a consolidação da marca. A empresa contratou o ilustrador Haddon Sundblom para criar anúncios de fim de ano empregando a imagem de São Nicolau. Desde então, não existia nenhuma imagem “universal” do Papai Noel, sendo que a história (e consequentemente, as características) variava de acordo com a cultura de cada lugar.

Papai Noel da Coca-Cola em 1931

Após a Segunda Guerra Mundial, o povo americano começa a se contagiar por pensamentos otimistas e de prosperidade. Aproveitando disso, as propagandas da Coca-Cola usam pela primeira vez imagens de casais felizes, mães despreocupadas dirigindo carros, entre outros.

Uma das propagandas da Coca-Cola mais emblemáticas da história aconteceu em 1971 onde um grupo de jovens de várias partes do mundo se encontram no pico de uma montanha e começam a cantar “I’d like to buy the world a coke” (Eu gostaria de comprar uma Coca-Cola para o mundo). A campanha foi veiculada mundialmente e iniciava ali a associação da marca com a busca por um mundo melhor.

Em 1993, a empresa lança a campanha “Always Coca-Cola”, sendo veiculada no Brasil em cadeia nacional e que apresentava a nova visão nas propagandas da marca. Foi nesse ano que o mundo foi apresentado aos simpáticos ursos polares, figura onipresente nas campanhas até 2004 e reaparecendo depois apenas na campanha de fim de ano em 2006. Ainda na década de ’90, a empresa patrocinou a Copa do Mundo nos EUA (1994) e as Olimpíadas de Atlanta (1996).

Always Coca-Cola 1993

A garrafa da Coca-Cola é junto com a caligrafia, o maior segredo de sucesso do produto. Muito mais até que o fato de se manter segredo da fórmula ou de suas campanhas. Esses dois ingredientes criaram, de forma indireta ou não, uma identidade com o produto que facilmente foram aceitas por todos levando a qualquer pessoa, de qualquer parte do mundo, a identificar o produto, mesmo que a garrafa não tenha rótulo ou que esse esteja em cores diferentes. Não é por acaso que a Coca-Cola é uma das marcas mais valiosas do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *