Postura no sono evita dores na coluna e garante descanso reparador

Ortopedista explica quais as posições, colchões e travesseiros ideais

Acordar com dores pode ser indício de problemas na coluna. Hábitos são muitas vezes desafios para mudanças e o ortopedista Daniel Jorge (www.drdanieljorge.com.br), especialista em coluna e membro das Sociedades Brasileiras e Americanas da coluna dá dicas para uma boa noite de sono:
“ O ideal para dormir e não ter problemas de dores lombares ou cervicais seria a posição de lado ou com a barriga para cima. A pior posição é aquela de decúbito ventral, quando a pessoa dorme com a barriga para baixo”, garante o especialista.
Para quem está habituado a dormir de lado, o ideal é ter um travesseiro na altura correta, que seria entre o ombro e a orelha, e um segundo travesseiro entre os joelhos. De barriga pra cima, um travesseiro abaixo do joelho ajuda a respeitas as curvaturas naturais do corpo.
Ainda de acordo com o especialista, a posição de barriga para baixo não é indicada pois gera uma pressão maior sobre os ombro e um maior gasto de energia para   mantê-la.
“Gastar energia durante a noite é sinônimo de uma noite mal dormida. A cabeça deve estar sempre na mesma linha horizontal do resto do corpo, como se estivéssemos em pé”, destaca Daniel Jorge.
Dormir em posições incorretas podem causar torcicolos, dores nas costas e alterações mais graves como hérnia de disco, além de favorecer o ronco e apneia do sono.
“Se a pessoa sentir dores matutina na coluna e pescoço, queimação, sensação de peso, dormência e formigamento nos braços e nas mãos, pode aliviar as dores com compressas de água quente, mas o ideal é procurar ajuda de um especialista”, complementa o ortopedista.
Colchão e travesseiro
O colchão ideal é aquele que se adapta bem às curvas do corpo. Pessoas menores e mais magras podem escolher uma densidade menor, já as gordinhas e altas devem dar preferência aos colchões de maior densidade. E não se esqueça de trocar o colchão a cada 5 anos no mínimo.
“Uma boa dica é testar antes de comprar. Muitas lojas permitem o teste durante uma semana exatamente para que o consumidor perceba se aquela é a melhor opção para si”, sugere Dr. Daniel.
O travesseiro ideal deve se encaixar perfeitamente no vão entre o seu ombro e o pescoço. Travesseiros ortopédicos podem ajudar. Evite aqueles muito duros ou muito altos, forçando a coluna.
A altura ideal do travesseiro varia para cada um, mas  não é recomendável para ninguém colocar o braço ou a mão sob a cabeça, o rosto ou o travesseiro, pois essa postura poderá desencadear disfunções na coluna ou no pescoço.

Fonte: Segs

Originalmente publicado no Blog Da Saúde