Por que a logística hospitalar é importante?

Cada vez mais os insumos médicos são responsáveis por considerar o segundo maior custo nas instituições de saúde o que devem perder apenas para a sua folha de pagamento. Com isto por sua importância na operação e em todas as finanças existentes no hospital, o que era de se esperar que tivesse um tipo de rígido controle existente de compra, o que é um armazenamento determinado, de utilização e rastreamento, mas que não é o que acontece na prática, onde mais de 30% de todos os estoques são desperdiçados e os índices de medicamentos desta forma chegam a mais de 20% o que poderá levar a perdas de mais de 15% da margem financeira hospitalar.

Vale citar que bem pior do que os seus impactos financeiros, são todos os riscos da segurança do paciente, os erros de medicação acontecem em pelo menos 33% de todas as internações. Em cada dez medicamentos que pacientes recebem nos hospitais e clínicas, pelo menos três deles são inadequados. Mais de mil medicamentos passam por recall no Brasil e o controle de lotes é fundamental para que possa identificaras pessoas expostas a insumos de forma inadequada.

Na prática por qual motivo a logística hospitalar seria importante?

Entre todos os resultados permitidos é possível que se possa contar com resultados diversificados, como por exemplo tanto uma redução de recursos humanos, como também recursos de redução de compras, adequações de perfis de estoques e de grupos, melhores práticas de tecnologia de ponta e também as possibilidades de transparência nas transações.

Além de todo o processo de economia que é percebida, podemos citar que é possível deixar a logística hospitalar em todas as mãos de uma empresa determinada e especializada permitindo a concentração de uma série de recursos e esforços determinados, tudo voltado para gestores hospitalares em atividades fim de suas instituições, o que é principalmente voltado para atender ao cliente que são os pacientes.

Desta forma é possível se contar com um maior controle e uma maior possibilidade de melhoras financeiras e também de menores desperdícios nos medicamentos, o que pode realmente fazer a diferença na realidade atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *