Drospirenona + Etinilestradiol (genérico do Yasmin)

O Yasmin é um contraceptivo oral de ação combinada que tem como principio ativo a Drospirenona e a Etinilestradiol, que agem em conjunto, fazendo com que Yasmin seja considerado um contraceptivo de baixa dose. Cada comprimido de Yasmin contém esses dois hormônios femininos: drospirenona (progestógeno) e o etinilestradiol (estrogênio). O Yasmin se destaca no mercado farmacêutico pela sua alta qualidade, pois, além de sua função primária como contraceptivo, ele ainda fornece a chance de reduzir a oleosidade da pele, o que diminuirá cravos e espinhas, proporcionando um diferencial no mercado.

Então os hormônios contidos nas pílulas de Yasmin previnem a gravidez por meio de sua alta tecnologia. Mas os fatores que merecem destaque mesmo são a inibição da ovulação e alterações na secreção cervical (no colo uterino).

Um dos hormônios que são presente no Yasmin, a Drospirenona, além de beneficiar a paciente com sua função primária como anticonceptivo, ele beneficia também através da prevenção do ganho de peso.

INDICAÇÕES

O Yasmin é um medicamento anticonceptivo, sendo assim, é indicado para mulheres que não desejam engravidar e procuram por um meio de prevenir a gravidez. Além disso o Yasmin fornece outros benefícios como citados anteriormente, tais como o aumento do volume do abdômen (distensão abdominal), inchaço ou ganho de peso e além de melhorar a pele, diminui também a oleosidade dos cabelos.

CONTRA-INDICAÇÕES

Com o Genérico do Yasmin não é diferente, existe contra-indicações que devem ser levadas em conta, principalmente pelo fato de ser um anticonceptivo. Então veja os seguintes casos em que uma paciente não deve usar o contraceptivo Yasmin:

  • Paciente que tenha histórico de Trombose
  • Paciente que tenha tido ataque cardíaco ou que tenha tido dores no peito (como angina)
  • Paciente que tenha histórico de enxaqueca (que tenha sido acompanhada de outro mal como, por exemplo, adormecimento em qualquer parte do corpo)
  • Paciente que possua alguma doença grave no fígado
  • Paciente que tenha histórico com câncer que possa ter sido desenvolvido por influencia de hormônios sexuais (como câncer de mama)
  • Pacientes que tenham mau funcionamento dos rins
  • Pacientes que apresentem presença de sangramento vaginal sem explicação
  • Pacientes que estejam suspeitando que estão grávidas, ou que estejam.
  • Pacientes com alergia a qualquer complemento do medicamento Yasmin.

Se um ou outro desses sintomas ocorrerem enquanto o uso do Yasmin, é decisivo que descontinue o uso imediatamente para que não ocorram distúrbios mais graves. Consulte seu médico.

POSSÍVEIS EFEITOS COLATERAIS

Embora esse seja um medicamento que se pode dizer ‘recente’, o Yasmin pode promover algum efeito colateral em pacientes. Os relatos são de que os efeitos colaterais geralmente são:

  • Aumento de tamanho das mamas
  • Enxaquecas
  • Alterações de Libido
  • Alteração de humor
  • Estado depressivo
  • Vômitos e outros distúrbios gastrointestinais

OUTRAS INFORMAÇÕES

O medicamento anticonceptivo Yasmin é vendido sob prescrição médica e portanto só deve ser comprado depois de uma consulta ao médico.

Existem alguns pontos que para complementar toda a informação aqui citada:

  1. Antes de iniciar o tratamento com este medicamento, converse com seu médico sobre os riscos e os benefícios que o medicamento pode trazer para você.
  2. O Yasmin como todo e qualquer contraceptivo oral, não protege contra infecções causadas pelo HIV (AIDS).
  3. Não esqueça que durante o uso de contraceptivos o paciente deve parar de fumar, principalmente se possuir mais de 35 anos de idade.
  4. O uso do Yasmin durante a amamentação não é recomendado.

Consulte regularmente seu médico para saber se pode iniciar o uso ou continuar usando o Yasmin.

Não existem experiências sobre super dosagem desse medicamento, sendo assim, o tratamento deve ser sintomático.