Como funciona o home care para idosos?

A expectativa de vida dos brasileiros nunca foi tão grande, e os índices tendem a aumentar ainda mais. De acordo com o IBGE, em 2050, pessoas com mais de 60 anos representarão quase um quarto da população, 24%. Em consequência, o número de doenças crônicas e senis também está em gradativo crescimento.

Com o envelhecimento, as capacidades funcionais começam a diminuir. Atividades rotineiras e básicas, como banho, alimentação e locomoção, já não são realizadas facilmente. É nesta hora que muitos da terceira idade precisam de cuidados especiais, suporte que as famílias nem sempre conseguem proporcionar de forma efetiva por não terem tempo ou informação.

Home care para idosos

O atendimento domiciliar supre essa demanda ao oferecer profissionais altamente qualificados com conhecimento técnico-científico e focados, exclusivamente, no bem-estar e qualidade de vida do paciente nesta faixa etária. Por exemplo: administração de remédios, cuidados com ostomia e ferimentos, nutrição via oral ou endovenosa, ajuda com higiene e vestuário, entre outros serviços.

Ao contrário de um cuidador de idoso, o home care disponibiliza toda estrutura hospitalar na residência, além de uma equipe multidisciplinar com enfermeiros, médicos geriatras, fisioterapeuta e outros.

Benefícios

Em 2013, pesquisadoras da UERJ analisaram diferentes estudos realizados com idosos portadores de dano crônico (insuficiência cardíaca) e constataram que pacientes que receberam atendimento domiciliar tiveram menor mortalidade em comparação àqueles que foram assistidos por outra forma de atendimento. A explicação para este resultado pode estar logo abaixo.

Confira as vantagens do atendimento domiciliar:

Proximidade: a família participa e tem o controle do tratamento, assim como conhecimento da evolução da doença. No conforto do lar, o idoso não sofrerá com a ausência dos parentes, ao contrário do que aconteceria em uma casa de repouso ou asilo;

Mobilidade: com o passar da idade, é comum que as pessoas comecem a ter dificuldades para se locomover, principalmente com o agravamento de algumas doenças. Com o home care, não há necessidade de se preocupar com a mobilidade do idoso, pois toda equipe responsável pelos cuidados estará em casa, de prontidão para ajudar o paciente

Autonomia: o home care tem o objetivo de estimular a autossuficiência do paciente, dentro dos limites impostos pela enfermidade, como atividades recreativas e físicas que incentivem a independência nos cuidados com a higiene, nutrição e comunicação.

Qualidade de vida: minimiza as chances do paciente voltar a internação hospitalar por conta de infecções ou complicações e humaniza e personaliza o atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *