Como fazer videoaulas atrativas

video-educacao_318-11516Se no ensino presencial o professor muitas vezes precisa se desdobrar, ser criativo e trabalhar aspectos como o encantamento e o lúdico, no ensino a distância e na produção de videoaulas não é diferente.

Usando os elementos certos e as ferramentas adequadas, você pode se destacar e atrair a atenção dos alunos, o que é fundamental para que se obtenha sucesso nas aulas em vídeo e para que elas não se tornem chatas e monótonas.

Mas como fazer videoaulas? 

Vários itens compõem a resposta para a indagação que não quer calar: como fazer videoaulas atraentes e profissionais?

  • Planejamento

O tema, o conteúdo programático da aula, bem como a maneira (didática) que será empregada para não apenas transferir o conteúdo, mas essencialmente construir o conhecimento junto do aluno são passos fundamentais que devem ser levados em conta no planejamento;

  • Plano de aula

Desta forma você irá sequenciar o conteúdo, dividindo-o em tópicos, criando assim uma sequência didática;

  • Público-alvo

De nada adianta planejar, criar um plano de aula e sequencia didática se você não focar nas pessoas que irão absorver sua mensagem. É preciso levar em conta para quem você irá falar para adequar a linguagem, por exemplo;

  • Autoconfiança

Nada de timidez, desenvoltura é a palavra de ordem quando alguém se propõe a fazer videoaulas. Ter uma boa oratória e saber se colocar no lugar do ouvinte são peças-chave para que a videoaula seja bem-sucedida, além é claro, de dominar o assunto abordado;

  • Cuidado com gestos e sotaques

É de bom tom evitar sotaques “carregados” e vícios de linguagem, que chamamos de “muletas”, como o famoso “ne?”. Gestos abruptos e outros que muitas vezes nem percebemos, podem “pegar mal”. Que tal ver algumas videoaulas antes de fazer a sua para comparar e analisar diferentes posturas perante as câmeras?

Ferramentas Tecnológicas

Com o intuito de tornar as videoaulas mais atrativas, você deve pensar em algumas ferramentas, tais como:

  • Cenário: de preferência simples e clean, que chame a atenção para o expositor;
  • Câmera filmadora;
  • Microfone;
  • Luminárias (para ajudar na iluminação);
  • Mídias complementares: também chamadas de assets, podem ser desde um desenho animado criado para dar um up na aula, quanto ícones ou caixa de textos;
  • Softwares de edição: existe uma infinidade de programas que irão te ajudar a editar e montar o produto final do seu trabalho. Há opções pagas, mas há boas opções gratuitas, como o Windows Movie Maker. Há ainda ferramentas alternativas, como fazer a gravação da aula diretamente da tela do seu notebook ou PC, o chamado Screencast.

Confira as nossas soluções online e tantas outras formas de agregar informação ao objetivo: transmitir dados de maneira eficiente sem perder ou desperdiçar a atenção do espectador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *