Cirurgia na coluna: Quando é necessária, como funciona e quais os riscos?

Das pessoas com problema de coluna, uma minoria precisa de tratamento cirugico, com medicações analgesicas, anti-infla, relaxante, anti-depressivos, anti-convulsivos, além de fisioterapia e RPG.

Doenças como fibromialgia, por exemplo que pode causar desconfortos na coluna, mas tem em sua origem outros males que não requerem procedimento cirúrgico. Outro caso que pode ser confundido é o de homens jovens que sentem dores nas costas pela manhã, que vai melhorando no decorrer do dia. Essas situações denotam normalmente problemas reumatológicos e requerem outros tipos de tratamentos.

A cirurgia de coluna é necessária quando o paciente não melhora dos seus sintomas através de outros tratamentos e nos exames de imagem identifica-se um problema que é tratável cirurgicamente.

Os casos mais comuns de problemas passíveis desse tipo de intervenção são os degenerativos, surgidos normalmente em pessoas com mais idade. À medida que idoso sofre alterações em seu metabolismo, podem aparecer problemas como hérnia de disco, a espondilolistese – que é o deslizamento de uma vértebra para a frente, trás ou para os lados e que pode causar dores ou irritação da raiz nervosa -, e casos de estreitamento do orifício de passagem do nervo, que pode causar problemas comuns como ciática, por exemplo.

 Leia o texto completo aqui

Originalmente publicado no Blog Da Saúde