Buscando Oceanos Azuis

Durante a leitura do livro “A estrategia do oceano azul” nos fazemos várias perguntas, mas a principal é: como encontrar oceanos azuis em um mundo repleto de oceanos vermelhos?  Os estudos revelam que, as empresas que encontraram oceanos azuis, desviaram o foco dos seus concorrentes para enxergar mares limpos e novas maneiras de oferecerem seus produtos.

Aí encontramos, ao meu ver, a primeira etapa para encontrar um oceano azul: Olhar para dentro. O que no livro “a estrategia do oceano azul” eles chamam de reduzir custos e aumentar o valor para o mercado, eu chamo de encontrar os setores da empresa onde se tem o maior déficit e fazê-lo ser lucrativo. Existem várias maneiras de se fazer um mesmo trabalho, encontre na sua empresa uma maneira de fazer mais rápido e menos custoso um serviço, sua margem de lucro irá crescer, possibilitando novos meios de investimentos na busca de novos oceanos. Quais setores estão precisando de melhorias? Quais novos serviços esses setores podem prestar? Quais novos valores podemos oferecer aos nossos clientes a partir desse novo investimento?

Verifique os pontos em que não está correndo tudo como deveria, alguns setores podem estar merecendo maior valor do que está recebendo, além disso, todas as pessoas dentro da empresa devem estar remando no mesmo sentido, se você quer navegar em águas calmas você precisa ser único, mostre aos seus funcionários e ao mundo o porque sua empresa existe, encontrando a essência da empresa você poderá vender a sua marca de forma única, e novamente, isso só é feito olhando para a sua própria empresa e não para  mercado, antes de sair atirando para guerra, verifique seu batalhão e quais armas você tem.

A partir dai podemos verificar quais são os serviços similares aos nossos que também podemos oferecer, aqui cabe m exemplo muito citado no livro: O Cirque du Soleil, onde eles encontraram no teatro e em outras formas de apresentações artísticas uma alternativa para o novo circo, espiando mercados similares e extraindo deles algo que poderia se integrado ao mercado circense elevando o valor da marca sem a necessidade de elevar os custos de forma exuberante.

Após encontrar no mercado serviços semelhantes e novas maneiras de apresentar o seu produto ou serviço, é preciso ter uma visão panorâmica de como o mercado está se portando para poder se desvencilhar desses “oceanos vermelhos”, veja o que já está saturado no seu setor, quais produtos já são commodities e como eles podem complementar o seu novo foco e como eles podem ajudar a alcançar os novos oceanos, afinal se você já tem experiência e sua marca já é conhecida perante o público, você pode usar isso como uma vela para impulsioná-lo para os novos oceanos, agregando valor aos novos serviços. O Cirque du Soleil não abandonou suas atrações e pelo contrário as tornou uma porta para expandir.

Uma coisa que sempre é dita mas nem sempre é dada a devida atenção: “Para encontrar oportunidades é preciso sair da zona de conforto, é preciso expandir cada vez mais a sua zona de conforto.” Para encontrar oceanos azuis é preciso expandir suas fronteiras, visualizando em mercados paralelos novas funções, serviços e produtos, você encontrará uma maneira de expandir os seus negócios, avistando novos compradores.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *